PISA

O que é o PISA?

Programme for International Student Assessment (PISA), desenvolvido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico(OCDE), visa avaliar se os alunos de 15 anos (idade que corresponde ao final da escolaridade obrigatória, em muitos dos países participantes) estão preparados para enfrentarem os desafios da vida quotidiana. Assim, o PISA foi concebido em 2000 para avaliar se os alunos conseguem mobilizar as suas competências de leitura, de matemática e de ciências na resolução de situações do dia a dia. O estudo avalia também a capacidade de resolução colaborativa de problemas, a literacia financeira e o pensamento criativo desses alunos.

O quadro de referência da avaliação serve de base à elaboração dos testes e dos questionários de contexto e é comum a todos os países que participam no estudo. Cada ciclo do estudo tem a duração de três anos, sendo dada ênfase a um dos domínios de avaliação – leitura, matemática ou ciências – em cada ciclo. Rotativamente, começando com a leitura em 2000, cada um dos domínios é o domínio principal nos ciclos seguintes:

  • Leitura – 2000, 2009 e 2018
  • Matemática – 2003, 2012 e 2022
  • Ciências – 2006 e 2015

Quem participa?

Portugal participou em todos os ciclos PISA até à data e irá participar no ciclo de 2021, adiado para 2022, devido à pandemia causada pela COVID-19. No total, cerca de 80 países e economia de todo o mundo participam em cada ciclo.

Os alunos de 15 anos de cada país são selecionados através de um processo de amostragem aleatória com duas etapas: primeiro, é constituída aleatoriamente uma amostra de escolas (Unidades Orgânicas de Gestão escolar), públicas e privadas, estratificada e proporcional, selecionada de entre todas as escolas do sistema educativo nacional que têm alunos de 15 anos e que lecionam do 7.º ao 12.º ano, ou equivalente, de qualquer modalidade de educação e formação. Depois, de entre os alunos elegíveis de cada escola da amostra – i.e., os que têm 15 anos e frequentam pelo menos o 7.º ano de escolaridade – são selecionados aleatoriamente cerca de 40 alunos. Os processos de amostragem são controlados pelo consórcio internacional.

Que instrumentos são utilizados?

O teste, aplicado em computador, tem várias versões constituídas por combinações de itens dos vários domínios. A maior parte desses itens está inserida em unidades de avaliação que têm em comum um estímulo. Cada um dos itens está referenciado numa matriz que identifica o conteúdo, o processo cognitivo, o contexto real e o grau de dificuldade subjacentes ao item.

Os resultados do desempenho apurados pelo teste são contextualizados através da aplicação de questionários aos alunos, aos pais, aos professores e aos diretores das escolas. Desse modo os dados permitem identificar fatores que influenciam o desempenho dos alunos nos vários domínios de literacia.

Por que razão é importante participar no PISA?

O PISA faz um retrato do desempenho dos alunos de cada país face aos padrões estabelecidos pela OCDE, identificando tendências ao longo dos anos e comparando o desempenho dos alunos dos sistemas educativos dos vários países participantes. Ainda que não consubstanciem uma avaliação dos efeitos das políticas educativas de cada país, os resultados do PISA fornecem informação baseada em padrões de desempenho definidos internacionalmente. Essa informação pode elucidar os decisores quanto à revisão das políticas e à definição de metas de desempenho.

Onde é possível obter mais informações sobre o PISA?

Na página da OCDE dedicada ao PISA, em https://www.oecd.org/pisa/, existe informação sobre resultados, quadro concetual da avaliação, unidades de avaliação, questionários respeitante aos vários ciclos. No separador «PISA Test», em https://www.oecd.org/pisa/test/, é possível responder a algumas unidades de avaliação tal como foram apresentadas em cada país, inclusive em Portugal.

  • Os itens do PISA são utilizados em vários ciclos do estudo para possibilitar a identificação de tendências do desempenho. Por esse motivo, não são tornados públicos após cada aplicação do teste. No entanto, sempre que um domínio de avaliação é o principal, são produzidos itens novos e são disponibilizados ao público alguns dos itens utilizados em ciclos anteriores, para ilustrar o tipo de questões apresentadas aos alunos.

    Nota: Todos os itens disponibilizados ao público são propriedade intelectual da OCDE© e não podem ser utilizados para fins comerciais. Pode consultar as versões portuguesas de alguns desses itens nas ligações seguintes.

    Leitura | 2000/2006 | 2009

    Matemática | 2000/2003/2006 (Parte 1 e Parte 2| 2012 

    Ciências | 2000/2003/2006 (Parte 1 e Parte 2) | 2015

    Literacia Financeira |2018

    Resolução de Problemas | 2003

  • Neste separador divulgam-se alguns questionários de contexto na versão portuguesa.

    Nota: Os questionários são propriedade intelectual da OCDE© e não podem ser utilizados para fins comerciais.

    Questionário ao aluno | 2000 | 2003 | 2006 | 2009 | 2012 | 2015 | 2018

    Questionário aos pais | 2006 | 2009 | 2012 | 2015 | 2018

    Questionário à escola | 2000 | 2003 | 2006 | 2009 | 2012| 2015 | 2018

    Questionário sobre competências transversais | 2000 | 2015 |2018

  • Para cada ciclo PISA foram produzidos relatórios ou brochuras que destacaram os principais resultados nacionais.

    Nota: Os relatórios e brochuras constituem propriedade intelectual de quem os produziu, pelo que devem ser devidamente referenciados sempre que forem citados.

    Todos os relatórios do PISA produzidos pelo IAVE estão disponíveis em «Relatórios»

PISA 2018

 

Subscrever Newsletter

Desejo receber as últimas novidades sobre o IAVE.